HOME | NOTÍCIAS | VÍDEOS
> NOTÍCIAS

20/03/2019
Confira as recomendações da SaferNet sobre vídeos da MOMO

A SaferNet Brasil, associação civil nacional que luta pela garantia de um ambiente virtual seguro e o fim do uso indevido da Internet, publicou algumas recomendações para os pais, educadores e sociedade em geral sobre os novos relatos da MOMO. 
 
Atento ao fenômeno e preocupado com sua repercussão, o Anglo reproduz o alerta da SaferNet no texto abaixo. Confira:
 
Alerta sobre vídeos da "MOMO"
 
Em agosto de 2018, a SaferNet Brasil publicou um artigo no site com orientações para pais e educadores sobre o suposto desafio que colocava em risco a segurança de crianças e adolescentes. O assunto voltou recentemente à imprensa no Brasil quando um veículo de comunicação publicou o relato de uma família que denunciava que o conteúdo impróprio e ofensivo teria aparecido em meio a um vídeo destinado ao público infantil, no YouTube Kids.
 
É preciso cautela. No último dia 28 de fevereiro, informações da agência de checagem de notícias Snopes apontaram para o ressurgimento da campanha de desinformação em torno da "Momo", associando-a ao suicídio de crianças. A reportagem contestava informações originalmente publicadas em um veículo de imprensa nos Estados Unidos. Uma narrativa semelhante foi reproduzida nas recentes reportagens publicadas a partir da denúncia da família no Brasil. Até esse momento, os vídeos que continham o personagem só apareciam em correntes no WhatsApp, sem nenhuma evidência de que tais conteúdos estivessem disponíveis no YouTube ou no aplicativo YouTube Kids.  
 
Aja com responsabilidade. Caso receba conteúdos, fotos ou vídeos que sejam uma ameaça à segurança de crianças e adolescentes de números desconhecidos, bloqueie o contato no WhatsApp. Caso o material tenha sido publicado em um grupo que você faça parte ou de um número de um conhecido, evite repassar a informação sem checar a origem. Desconfie sempre de correntes alarmistas no WhatsApp. Elas causam o efeito reverso, aumentando a curiosidade sobre o conteúdo e, consequentemente, sua busca. Também jamais exiba esse tipo de conteúdo para crianças e adolescentes. Pais e educadores podem e devem alertar sobre a existência de vídeos e notícias perigosas na internet, mas abrindo a possibilidade para um diálogo: crianças e adolescentes devem se sentir seguros para compartilhar e conversar com os responsáveis caso sejam impactados por conteúdos violentos.
 
Por fim, denuncie qualquer material que seja uma ameaça à segurança de crianças e adolescentes. A SaferNet mantém um canal de denúncias anônimas para crimes cibernéticos. As próprias redes sociais também têm ferramentas para denúncias de conteúdos impróprios.
 
Facebook
 
Youtube
 
Instagram
 
Twitter
 
A Safernet também possui um canal de ajuda para orientar pais e responsáveis sobre como proceder em situações semelhantes.
 
Casos como esse reforçam a importância de apoiarmos iniciativas de combate à desinformação na internet, necessárias para a construção de uma Internet mais segura e cidadã.
 
Equipe SaferNet Brasil

 



 
0 comentário(s) para esta notícia.
 


NOME:
E-MAIL:
COMENTÁRIO:

 
Rua Mangalô, 156, Colina A, Patamares, CEP 41680-048 - Tel (71) 3367-2173 | 3367-3040 | 3367-7308 | 3367-3041
secretaria@anglobra.com.br